Quais as diferenças entre o Marketing de Conteúdo e o Inbound Marketing?

índice

Quando se tem uma empresa, seja de grande ou pequeno porte, as estratégias de marketing devem estar bem alinhadas para que haja divulgação da marca e seja possível estabelecer um vínculo com o público-alvo. Uma das ferramentas utilizadas é o Marketing de Conteúdo.

Entretanto, muitas pessoas se esquecem de assimilar que o marketing de conteúdo é o complemento de abordagem do Inbound Marketing. Isto é, uma vertente que visa criar campanhas e ações que para atrair e conquistar a audiência.

Entende-se, então, que, ao ter um conteúdo de qualidade, isso só tende a melhorar os resultados do Inbound Marketing, porque a marca estará mais visível à audiência, suscitando a interação e engajamento de clientes em relação à marca.

Você sabe a diferença entre os termos? É esse o assunto de nosso post de hoje. Acompanhe!

O que é Marketing de Conteúdo?

O Marketing de Conteúdo é uma das melhores estratégias para abordar o cliente sem ser invasivo ou incisivo, no sentido de pressioná-lo a realizar uma compra. Ele parte do princípio da oferta de conteúdo de excelente qualidade para atrair e gerar tráfego para o site, melhorando o seu posicionamento nos motores de busca.

Criar conteúdo informativo e relevante não é fácil. Primeiro, é preciso observar quais são as necessidades e preferências do público-alvo, a fim de que o conteúdo seja totalmente direcionado a essa audiência. Deve ser interessante e, acima de tudo, resolver o problema que essas pessoas possam apresentar.

O Marketing de Conteúdo precisa ser disseminado em todas as mídias sociais, principalmente naquelas em que a sua audiência passa mais tempo.

O que é Inbound Marketing?

Já o Inbound Marketing é uma nova forma de enxergar a publicidade. Se antes havia muita pressão para que o cliente realizasse a compra e a propaganda era generalizada e muito intensa, esse tipo de abordagem foca em um público segmentado, que precisa de uma solução.

Para tal objetivo, desenvolvem-se estratégias sutis e orgânicas para atrair o cliente, de maneira quase imperceptível. Assim, a marca oferece muito para o público-alvo, antes de fazer qualquer oferta. Tudo para envolver a audiência.

No Inbound Marketing é criada a persona, de modo que você consiga montar estratégias que estejam vinculadas ao perfil do consumidor. Para tal, desenvolvem-se funis de vendas para criar promoções que interessem, de fato, aos vários tipos e perfis de cliente. Pode começar atraindo um potencial cliente e guiá-lo durante a sua passagem pelo funil de vendas.

É preciso ressaltar o quanto as métricas são essenciais para medir o grau de satisfação, de conversão e de rejeição dos clientes. Porque só assim você conseguirá mensurar corretamente se suas ações estão dando os resultados esperados. Monitorar as mídias sociais é outro aspecto que deve ser levado em consideração para adequar suas campanhas conforme o comportamento da audiência.

Para falar a verdade, é com ações de marketing digital aliadas ao Marketing de Conteúdo que ocorre a verdadeira atração de clientes no Inbound Marketing. Nessa abordagem, a jornada do cliente tem grande importância, porque é por meio dela que você saberá produzir ações focadas nas necessidades e expectativas do cliente.

Como aliar Marketing de Conteúdo e Inbound Marketing?

Percebe-se, então, o quanto os dois termos estão interligados. Não se pode criar um planejamento baseado no Inbound Marketing sem que haja o Marketing de Conteúdo.

A diferença é que o Marketing de Conteúdo pode ser utilizado de forma autônoma, enquanto o Inbound Marketing requer outras ferramentas para que haja maiores resultados.

E a principal delas? Marketing de Conteúdo! Curtiu o post? Inscreva-se em nossa newsletter para receber novidades sobre a gente!

Compartilhe nas redes sociais

Gostou? Deseja receber conteúdos iguais a este em seu e-mail?